Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Notícias
Em debate na Esucri, Defesa Civil discute combate às "fake news"

Evento aconteceu na noite dessa terça-feira, dia 5

As Faculdades Esucri receberam, na noite dessa terça-feira, dia 5, o evento "Mesa de Diálogo: Comunicação em Defesa Civil". Na ocasião, jornalistas discutiram a importância do combate às "fake news", apresentando o trabalho da Defesa Civil e o trabalho jornalístico da cobertura de desestres em Santa Catarina.

Trataram do assunto os jornalistas Flávio Vieira Junior, responsável pela Comunicação da Defesa Civil de SC, e Guto Kuerten, fotojornalista catarinense que já participou da cobertura de diversos desastres. Também participaram do evento o coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, e o comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Criciúma, tenente-coronel Gustavo.

De acordo com Silveira, Santa Catarina é um corredor por onde passam diversas ocorrências climáticas. "Já tivemos furacão, ventanias, desastres como o do Morro do Baú. Por isso aprendemos, nos últimos anos, a lidar com estes eventos de forma preventiva. Ou seja, trabalhamos antes, para minimizar os danos depois", destaca o coordenador regional da Defesa Civil.

O responsável pela comunicação do órgão no estado, Flávio Vieira Junior, mostrou aos presentes um pouco de como funciona a Defesa Civil em Florianópolis. "Temos um centro integrado, onde as informações oficiais são geradas. A preocupação é repassar informações corretas, tendo em vista que fenômenos climáticos são amplamente divulgados e muitas vezes difundidos como 'fake news'", comenta.

Já o fotojornalista Guto Kuerten destacou a importância de um jornalismo responsável durante as coberturas. "Existe uma logística muito grande da Defesa Civil em desastres como o do Morro do Baú, por exemplo, antes que a informação oficial correta seja repassada. Então às vezes precisamos esperar, para que as pessoas não recebam informações erradas", avalia.

Operação Primavera

O evento desta noite faz parte da Operação Primavera, ação proposta pelo comando estadual da Defesa Civil, para mobilizar municípios e instituições a debaterem e se prepararem para eventos de chuva e vento que surgem a partir de setembro. "O debate tem como objetivo formar comunidades resilientes, que possam tomar atitudes em momentos de desastres, de forma a diminuir danos e prejuízos", explica Rosinei da Silveira, coordenador regional da Defesa Civil.